Carnes e Aves

Boeuf Bourguignon

Senhoras e senhores, com vocês o ícone da culinária francesa: o Boueuf bourguignon. Ele vai te fazer um carinho no estômago e alimentar o seu coração.  É uma ótima receita pra quem quer começar a se aventurar na culinária francesa. 

Toda vez que faço, não sobra nem uma raspinha na panela. O cheiro invade a minha casa. É o melhor cheiro do mundo. Sem mentira. Quando você fizer, vai concordar comigo.

O segredo dessa receita está na hora de selar a carne. Pra que ela fique bem morena e bonita, precisa estar completamente seca. Isso significa que você precisa tirar toda a umidade com um papel toalha antes de fritar. Além disso, ajuda bastante fritar a carne aos poucos para que ela tenha espaço pra respirar.

Segundo Julia Child (a pessoa que trouxe a culinária francesa para os EUA e consequentemente para o mundo) acém é o melhor corte de carne para essa receita. Ela fala que testou com diversas carnes, mas essa se mostrou superior às outras. A ideia nessa etapa é dar cor à carne. Não se preocupe em deixá-la cozida agora. Acém é um corte duro, e pra ficar macio precisa de bastante tempo de cozimento. 

É muito comum na culinária francesa o uso de bouquet garni, que nada mais é do que um punhado de ervas presas à um barbante. Os franceses fazem dessa forma quando querem que o sabor das ervas se incorpore ao prato mas sem a necessidade de apresentar no produto final. Fica o sabor, mas sai a textura de erva murcha.

Quando se trata das cebolas pérolas, elas são indispensáveis nesse prato. Mas uma coisa chata é ter que descascar essas miudezas. Pode levar bastante tempo e você acaba perdendo a paciência. Por isso, uma dica valiosa é cortar a ponta delas colocar as cebolas com casca em uma panela de água fervente por 2 minutos. Depois é só deixar escorrendo em água gelada por alguns segundos e voilà. Bem mais fácil desse jeito. 

Boeuf Borguignon fica mais gostoso se preparado no dia anterior. Os sabores se misturam melhor. Espero muito que você faça essa receita e que se apaixone por ela também.

Ingredientes:

1kg de acém cortado em pedaços grandes

1 cebola cortada em cubos

1 cenoura cortada em cubos

500ml de vinho tinto (eu usei o burgundy)

1 litro de caldo de carne (dissolva 2 cubos em água quente)

150g de cogumelos frescos cortados em 4 partes

2 colheres de sopa de farinha de trigo

2 dentes de alho picados

1 colher de sopa de extrato de tomate

1 bouquet garni (trouxinha com louro, tomilho e alecrim)

20 cebolas pérola

1 colher de sopa de açúcar

1/2 xícara de caldo de carne

Sal e pimenta do reino

Processo:

Em uma panela grande, aqueça um pouco de azeite e em temperatura média-alta doure a carne aos poucos, virando quando necessário até que esteja bem corada. Reserve.

Refogue a cebola e cenoura até que a cebola fique macia. Junte o alho, farinha e misture. Acrescente a carne e o vinho e deixe ferver. Assim que levantar fervura coloque o caldo de carne e tempere com sal e pimenta do reino. Cuidado com o sal, o líquido irá reduzir e o prato pode ficar salgado. Por isso, sempre coloco menos sal e ajusto quando a receita está pronta. Leve a panela para o forno preaquecido à 200 C por 2-3 horas ou até que a carne esteja bem macia. 

Enquanto isso, em uma panela aqueça um fio de azeite e refogue as cebolas pérola por aproximadamente 5 minutos ou até que comecem a ficar douradas. Junte o açúcar e o caldo de carne. Deixe ferver até que o caldo evapore quase completamente. Reserve. Na mesma panela coloque mais um pouco de azeite e refogue os cogumelos até que fiquem dourados e macios. Tempere com sal e pimenta e reserve.

Na hora de servir misture as cebolas e os cogumelos ao ensopado e sirva com arroz ou purê de batatas.

9 Comments

  • Reply Carol 02/10/2014 at 3:49 AM

    Muita vontade de fazer, Fran! Amei a receita, as dicas e ter falado da Julia que eu amo! Agora, no me leve a mal, mas usar caldo de carne industrializado no da n! Mega processado e faz muuuito mal pra sade :/

  • Reply Jeniffer G 02/10/2014 at 2:10 PM

    Consigo sentir at o cheiro! As imagens ficaram timas, estou doida para testar essa receita por qui.

  • Reply Teresa Silva 04/10/2014 at 4:42 PM

    Estou passando a minha tarde de sbado fazendo esta receita para nos deliciarmos no almoo de domingo. Depois digo como ficou 🙂

  • Reply Mariana Souza 11/10/2014 at 12:42 PM

    Fran, me socorre urgente, meu pai no pode tomar nada alcoolico, e li em um site qu eo alcool no evapora, mas se mistura com a agua, e continua tendo alcool l, e agora to com receio de fazer e ele no se sentir bem…

    @mariiisouza14

    • Reply Vai Comer o Que? 20/10/2014 at 11:09 PM

      melhor nao arriscar entao. substitua o vinho pela mesma quantidade de suco de uva ou de caldo de carne, que acho que fica bom tb 🙂

  • Reply Priscila Prado 13/10/2014 at 7:32 PM

    Oi Fran, qual o nome que se d a acem ai nos EUA??

  • Reply Letcia 22/12/2014 at 8:02 PM

    Oi Fran, poderia dar uma dica pra quem no tem panela que pode ir pro fogo? Pode fazer no vidro sem problemas? Precisa tampar com alumnio?

  • Reply Helder Gomes Passos 15/01/2015 at 2:27 PM

    Que cogumelos voc usou?

  • Reply Carne de Panela - Vai Comer o Quê?Vai Comer o Quê? 09/02/2017 at 1:39 AM

    […] e o vinho eleva essa receita para um outro nível. Lembra um pouco a receita de beef bourguignon (receita aqui) mas essa é uma versão bem mais simples, mais de preguiçoso mesmo […]

  • Deixe o seu comentário